Edição anterior (2503):
quarta-feira, 15 de setembro de 2021
Ed. 2503:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2503): quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Ed.2503:

Compartilhe:

Voltar:


  Natal

Prefeitura começa a planejar retomada do Natal Imperial

Em 2020, evento não foi realizado por causa da pandemia

 

Foto: Divulgação

Rômulo Barroso - especial para o Diário de Petrópolis

Petrópolis vai começar a planejar a realização do Natal Imperial, um dos maiores eventos da cidade. A prefeitura lançou um edital para contratação de uma empresa que ficará responsável pela programação cultural da festa, marcado para o período entre 25 de novembro a seis de janeiro de 2022. Trata-se de uma retomada, depois do cancelamento da edição do ano passado em função da pandemia.

Criado em 2017, o Natal Imperial teve três edições e atraiu em 2019, segundo dados divulgados pela prefeitura na época, mais de 470 mil turistas, que movimentaram R$ 315 milhões na economia da cidade - considerando rede hoteleira, comércio e os ramos do setor de serviços relacionados ao turismo. Esses números tornam o evento como o segundo maior do calendário de Petrópolis. No ano passado, o evento não foi organizado sob a alegação de que seguiam em vigor os decretos que proibiam eventos com aglomeração.

Na justificativa do edital, o Instituto Municipal de Cultura (IMC) diz que "nesta edição, o evento marcará a retomada cultural e econômica, pós-pandemia, atuando diretamente no fortalecimento da cadeira produtiva da cultura, fortemente abalada em todo período".

A concorrência está marcada para a próxima quarta-feira (22/09) e o valor mínimo a ser pago para a prefeitura é de R$ 14 mil. A produção é estimada pelo IMC em R$ 1,9 milhão. A empresa que ofertar o maior preço ficará com a responsabilidade de organizar o cronograma de apresentações culturais, pagamento de cachês e montagem de toda estrutura das apresentações, como palcos, sonorização, iluminação e outros detalhes. As fontes de faturamento por parte da empresa serão captação patrocínio e de recursos via lei de incentivo à cultura, além de venda de barracas e espaços de publicidade. O edital fala ainda que toda

A realização desta concorrência ocorre dentro do prazo de antecedência mínima de 60 dias, como estabelece uma lei municipal de 2019 de autoria do então vereador (e atual prefeito interino) Hingo Hammes.

Quase 140 atrações, Parada Iluminada e Show de Luzes na programação

De acordo com o edital, a programação cultural deverá conter quase 140 atrações entre Centro e distritos. Haverá programação na Praça da Liberdade, Praça da Águia (Visconde de Mauá), Praça da Inconfidência, Palácio Rio Negro, Av. Tiradentes, Centro de Cultura Raul de Leoni, entre outras ruas e pontos do Centro Histórico, o Centro de Cultura Estação de Nogueira, Centro de Cultura Estação de Pedro do Rio, Parque Municipal de Itaipava e Centro de Esportes Unificado - Praça Corta Rio (na Posse). A maior ausência do evento será o Palácio de Cristal, onde parte da programação aconteceu nas edições anteriores - o local ainda passa por reforma e não tem previsão de reabertura.

Nos dias cinco, 12 e 19 de dezembro, estão prevista são as Paradas Iluminadas na Rua do Imperador, com desfile reunindo pelo menos 150 pessoas e três carros alegóricos. Outra atração é um Show de Luzes, que deverá ocorrer diariamente na Praça D. Pedro, no Centro. Haverá apresentação de corais e também projeções de videomapping em prédios históricos.

A programação do evento, que será totalmente gratuita para o público, deverá ser definida junto com o IMC até o dia 1º de novembro. O edital ainda permite que o Instituto Municipal de Cultura também promova, por conta própria, a contratação de atrações para o evento.



Edição anterior (2503):
quarta-feira, 15 de setembro de 2021
Ed. 2503:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2503): quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Ed.2503:

Compartilhe:

Voltar: