Edição anterior (2527):
sábado, 09 de outubro de 2021
Ed. 2527:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2527): sábado, 09 de outubro de 2021

Ed.2527:

Compartilhe:

Voltar:


  VACINA

PETRÓPOLIS SEGUE AS ORIENTAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Petrópolis reduz para 8 semanas intervalo entre doses da Pfizer

 

 

Foto: Pixabay

 

 

Wesley Fernandes – especial para o Diário

A Secretaria Municipal de Saúde informou nesta sexta-feira (08) que Petrópolis já adotou o prazo de oito semanas entre a primeira e segunda dose da vacina da Pfizer, seguindo as orientações do Ministério da Saúde. Anteriormente, esse intervalo era de 12 semanas. A antecipação, entretanto, vale somente para as pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante a partir do dia 1° de outubro. Ou seja, a nova determinação não altera a data de retorno das pessoas que se vacinaram antes desta data.

O antigo intervalo era uma recomendação do Ministério da Saúde repassada aos estados e municípios logo no início da aplicação da Pfizer no Brasil, como estratégia para imunizar um maior número de pessoas com a primeira dose. No entanto, com a chegada de novos lotes em volume maior, foi possível mudar de tática, reduzindo o intervalo para 8 semanas. A medida visa também evitar a disseminação de novas variantes no País.

Segundo a Prefeitura de Petrópolis, por se tratar de uma mudança recente e para não gerar confusão na campanha de vacinação, a nova determinação não altera a data de retorno das pessoas que tomaram a primeira dose antes do dia 1º de outubro. “A orientação para a população é que todos estejam atentos à data assinalada no cartão de vacinação, para a conclusão do ciclo vacinal”, frisou o Governo Municipal, por meio de nota enviada ao Diário de Petrópolis.

A campanha de imunização contra o coronavírus segue ocorrendo em 13 pontos, distribuídos nos cinco distritos do município, com a vacinação de população maior de 12 anos, adolescentes com comorbidades na faixa etária entre 12 e 17 anos e todos os demais grupos que fazem parte do Plano Nacional de Imunização (PNI). Além destes, neste momento estão recebendo a dose de reforço idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, trabalhadores da Saúde e pacientes imunossuprimidos

Em caso de dúvidas é possível utilizar o WhatsApp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

 



Edição anterior (2527):
sábado, 09 de outubro de 2021
Ed. 2527:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2527): sábado, 09 de outubro de 2021

Ed.2527:

Compartilhe:

Voltar: