Edição anterior (2503):
quarta-feira, 15 de setembro de 2021
Ed. 2503:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2503): quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Ed.2503:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidadania

Ambulante posta vídeo nas redes sociais, demonstra potencial e é contratada pela Concer

Jovem trabalha como arrecadadora na mesma praça em que vendia biscoitos e refrigerantes 

Foto: Divulgação Concer

A praça de pedágio da Concer em Duque de Caxias, no km 102 da BR-040, deixou de ser ponto de venda de bebidas e biscoitos e passou a ser local de trabalho formal para Viviane de Oliveira Rocha Barbosa. Após postar um vídeo na internet, na qual dizia ter orgulho de trabalhar como ambulante, a vendedora foi convidada a participar de um processo seletivo da concessão e, desde o último dia 13, é funcionária da Concer, que administra a via.  

Moradora do Bairro de Santo Antônio, em Xerém, Viviane começou a frequentar com mais assiduidade o posto de pedágio quando seu marido ficou desempregado, em 2019. Eventualmente, a jovem ajudava o marido a vender água, refrigerante e biscoitos. Com a pandemia de coronavírus, em março de 2020, o que era esporádico tornou-se diário, com a perda do emprego de vendedora. A Concer não recomenda a atividade ambulante nas praças de pedágio. 

Após passarem quase dois meses reclusos e sem trabalho, Viviane e seu marido, Leonardo Barbosa da Silva, voltaram ao pedágio em maio de 2020 para conseguirem sobreviver. “Não consegui receber o auxílio emergencial e decidi ir à luta, pois tenho uma filha de seis anos”, explicou a jovem de 28 anos, mãe da pequena Nicole.   

Ainda em maio do ano passado, Leonardo conseguiu um emprego. Então, Viviane seguiu sozinha atuando como ambulante no posto de pedágio. Como o local é perto de sua casa, os vizinhos a viam sair e retornar para a casa carregando pacotes de biscoito, isopores com bebidas, pacotes de bala e outros produtos. E Viviane passou a ser alvo de piadas e comentários maldosos.  

Segundo a mais recente arrecadadora de pedágio da Concer, algumas pessoas a questionavam pelo fato de ela ser mulher e estar trabalhando como ambulante ou classificavam a atividade como de menor prestígio. Indignada, ela postou um vídeo no Facebook no dia 16 de junho deste ano, no qual afirmou ter orgulho de ser ambulante e de ganhar a vida honestamente.  

O vídeo viralizou nas redes sociais. Somente no Facebook houve mais de 15 mil visualizações e mais de 700 compartilhamentos. “Fiquei emocionada. Todas as respostas na internet foram muito positivas. Muita gente que nem me conhecia me apoiou. Isso me deu mais coragem ainda para continuar com meu trabalho”, revelou Viviane.  

A reviravolta na vida de Viviane veio dois meses depois, quando uma funcionária da Concer compartilhou o vídeo internamente, despertando o interesse do setor de Recursos Humanos, que convidou Viviane para um processo seletivo, e daí resultou em sua contratação. 

“Quando soube que ia trabalhar na Concer, agradeci muito a Deus. Além de ter horário fixo, tenho carteira assinada, plano de saúde e plano odontológico. E o meu horário de trabalho permite que eu retorne aos estudos”, completou a jovem que faz curso profissionalizante de Administração e também de Maquiagem.  

Concer gera quase 4 mil empregos diretos e indiretos 

Com Viviane, a Concer soma cerca 3,2 mil empregos diretos e indiretos. Desses postos de trabalho, cerca de 800 são mantidos diretamente pela concessionária, correspondendo à atuação de profissionais nos âmbitos operacional e administrativo. A empresa também já deu oportunidade a 111 jovens aprendizes. 

Com 180 quilômetros de extensão, a concessão da BR-040 oferece oportunidade de emprego ao longo das 9 cidades por onde a rodovia passa. Quatro dessas cidades têm população inferior a 15 mil habitantes. A maior parte dos profissionais responde pela única fonte de proventos de seu núcleo familiar.

Já os efeitos em toda a cadeia produtiva e de serviços correspondem a mais 2.400 vagas de emprego indireto e se espalham por todos os nove municípios da região, representando uma das mais importantes fontes de emprego e renda locais. 

Vale ressaltar que, em 2020, a Concer manteve o firme compromisso com todos os seus funcionários e com a população local e, mesmo diante dos enormes impactos na economia nacional, não realizou nenhuma demissão em decorrência da pandemia de coronavírus. 



Edição anterior (2503):
quarta-feira, 15 de setembro de 2021
Ed. 2503:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2503): quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Ed.2503:

Compartilhe:

Voltar: